Construção civil, agroindústria e condomínios residenciais puxam vendas de grupos geradores de energia

Voltar

O temor de um apagão no segundo semestre de 2021 fez disparar a procura por grupos geradores de energia elétrica, principalmente em setores como o da construção civil, indústria alimentícia, saúde, tecnologia, condomínios residenciais e agronegócio.

Já estava sendo observada uma tendência de alta por parte de setores essenciais como hospitais, data centers e indústrias alimentícias, no entanto, frente ao risco de apagão que vem sendo anunciado, a busca se intensificou e se expandiu para outros setores, que podem sofrer prejuízos e inconvenientes em caso de queda de enrgia.

Você pode se interessar por:

  • 26/08/2019
    Queimadas na Amazônia podem aumentar a conta de energia elétrica

    Queimadas na Amazônia podem aumentar a conta de energia elétrica

    As constantes queimadas que têm...

    Saiba mais
  • 02/03/2020
    No litoral Sul, consumo de energia cresce 40% durante o verão

    No litoral Sul, consumo de energia cresce 40% durante o verão

    A Celesc informou, em estudo, que o litoral...

    Saiba mais
X